Imprimir  Voltar  Home

  Sindicato Nacional dos Docentes das InstituiƧƵes de Ensino Superior - ANDES-SN


Data: 03/07/2014

InformANDES Online 331


SINDICATO NACIONAL DOS DOCENTES DAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR

Nº 331 - Brasília-DF, 3 de julho de 2014 - www.andes.org.br _________________________________________________________________________________________________________________

Nacional

ANDES-SN repudia escolha antidemocrática de reitor da Ueap

Camilo Capiberibe, governador do Amapá, atropelou a democracia ao nomear, na tarde de terça-feira (1), o novo reitor da Universidade do Estado do Amapá (Ueap). Capiberibe ignorou a votação realizada junto à comunidade acadêmica no início de maio e escolheu como administrador da universidade o professor Perseu da Silva Aparício, candidato derrotado no processo eleitoral. O ANDES-SN e a Seção Sindical dos Docentes da Ueap (Sindueap-SSind) divulgaram notas de repúdio ao ocorrido.

Leia mais

Educador critica Pronatec e diz que projeto favorece rede privada

Para Gaudêncio Frigotto, professor da área de Educação da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj), o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) reedita propostas do passado e virou caça-níquel para faculdades privadas que não têm nenhuma tradição em cursos técnicos, mas que percebem uma forma de ganhar dinheiro. Frigotto vai além e diz que oferecer cursos técnicos rápidos a pessoas que não completaram a educação básica não resolve o problema de falta de mão de obra capacitada no país. As declarações constam de reportagem publicada nesta segunda, 30, no Portal UOL.

Leia mais

Manifesto contra a Ebserh mobiliza entidades na defesa dos HU

Centenas de entidades já assinaram o manifesto organizado pela Frente Nacional Contra a Privatização da Saúde contra a implantação da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) nos Hospitais Universitários (HU) do Brasil, e em defesa dos hospitais universitários como instituições de ensino público-estatal, vinculadas às universidades, sob a administração direta do Estado.

Leia mais

Dilma veta retorno da liberação sindical

A presidente Dilma Roussef vetou todas as emendas apresentadas pelo Congresso Nacional à Medida Provisória 623/2013 que tratavam da liberação sindical por meio da licença classista, assim como as emendas que versavam sobre o reajuste de algumas categorias do serviço público federal.

Leia mais

Governo privilegia dívida pública brasileira aos direitos sociais

A Dívida Pública Federal (DPF) apresentou, em maio, forte elevação de R$ 70,360 bilhões (3,43%) em relação a abril, atingindo R$ 2,122 trilhões, segundo dados divulgados, no final de junho, pelo Tesouro Nacional. O motivo foi o grande número de emissão de títulos por parte do governo, conforme a matéria publicada no portal de notícias da EBC.

Leia mais

STJ intima governo a negociar com Servidores Públicos Federais em greve

Após a judicialização de várias greves de Servidores Públicos Federais, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) reviu a decisão sobre corte de ponto e abusividade dos movimentos paredistas dos técnico-administrativos das Universidades Federais e dos servidores da Cultura. 

Leia mais

Confira o 27º boletim da Secretaria Executiva Nacional da CSP-Conlutas

O Boletim 27 da Secretaria Executiva Nacional (SEN) da CSP-Conlutas faz uma breve retrospectiva das inúmeras mobilizações que foram realizadas ao longo dos primeiros dias de Copa do Mundo, dando destaque à greve dos metroviários de São Paulo e à repressão policial que seu deu junto à criminalização dos movimentos sociais. O boletim traz informações sobre as diversas iniciativas que estão sendo pro­movidas pela Rede Sindical Internacional de Solidariedade e Lutas em apoio às lutas sociais no nosso país.

Leia mais

Com quadrilha junina e pescaria, manifestantes cobram passe livre em Brasília

Na segunda-feira (30), dia de jogo das oitavas de final da Copa do Mundo em Brasília (DF), o Movimento pelo Passe Livre (MPL) e o Comitê Popular da Copa organizaram um ato na Rodoviária do Plano Piloto para exigir tarifa zero e melhoria para o transporte público. Do mesmo local onde se realizava o ato, partiam os ônibus gratuitos aos torcedores que se dirigiam ao Estádio Mané Garrincha. 

Leia mais

Ato dialoga com população sobre opressão na Copa do Mundo

Cerca de duzentos manifestantes, entre eles organizações como o ANDES-SN, a CSP-Conlutas, o Comitê Popular da Copa do Distrito Federal e Entorno e coletivos feministas e LGBTs, se reuniram na manhã de quinta-feira (26) para dialogar com a população sobre os casos de opressão ligados à Copa do Mundo. Enquanto Portugal e Gana se preparavam para entrar em campo no Estádio Nacional Mané Garrincha, o ato debatia com a população que passava pela Rodoviária do Plano Piloto de Brasília os casos de machismo, racismo e homofobia relacionados ao megaevento.

Leia mais

Seções Sindicais

Estaduais da Bahia protestam no Cortejo 2 de Julho

A comunidade acadêmica das Universidades Estaduais Baianas (Ueba) ocupou as ruas da Cidade Baixa, em Salvador, nesta quarta-feira (2), para protestar contra a grave crise financeira que impacta a educação pública superior do estado. O descaso do governo Jacques Wagner aprofunda o sucateamento das instituições compromete ensino, pesquisa e extensão. A atividade, realizada por professores, estudantes e técnico-administrativos, integrou o Cortejo 2 de Julho, data da independência da Bahia, que tradicionalmente é marcada por manifestações populares e políticas.

Leia mais

Universidade Estadual do Amapá luta por democracia

No Amapá, o governador Camilo Capiberibe instalou uma crise na Universidade Estadual do Amapá (Ueap), ao afirmar que pode escolher qualquer um dos candidatos a reitor apontados na lista tríplice como administrador da instituição, independente do resultado das eleições. A situação da administração da Ueap já não era das melhores, pois a atual reitora, Maria Lúcia Teixeira Borges, segundo seu próprio Currículo Lattes, não é servidora da Ueap, e sim da Universidade Federal do Amapá (Unifap).

Leia mais

Reitor da Unicamp reconhece legitimidade da greve e culpa USP pelo impasse 

A crise orçamentária da Universidade de São Paulo (USP), provocada por equívocos de gestão cometidos pela Reitoria da universidade nos últimos quatro anos, é a responsável pelo atual impasse nas negociações da campanha salarial que culminou com a greve dos professores e funcionários das três universidades estaduais paulistas. Esta avaliação foi defendida pelo reitor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), José Tadeu Jorge, na última sexta-feira (27), durante encontro com a comunidade acadêmica em greve no auditório da Associação dos Docentes da Unicamp (Adunicamp), Seção Sindical do ANDES-SN.

Leia mais

Médicos do HU da UFPI fazem nova paralisação por reajuste salarial

Sem chegar a nenhum acordo com a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), os médicos que atendem no Hospital Universitário da UFPI reivindicam que seja pago o piso salarial da categoria. Iniciada na segunda-feira (30), a paralisação segue até o próximo sábado (5). A decisão foi tomada em assembleia realizada no dia 24 de junho.

Leia mais

Estaduais paulistas promovem atos públicos para abertura de negociações

O Fórum das Seis -  representação de docentes, funcionários e estudantes da USP, Unesp, Unicamp e do Centro Paula Souza – discutiu, em reunião realizada no último dia 24, terça-feira, o retorno das assembleias de base em relação aos próximos passos da mobilização na greve. Entre eles, está a realização de dois atos públicos na próxima terça-feira (1º), em frente à Reitoria da Unesp (manhã) e na Assembleia Legislativa (tarde), e a manutenção e fortalecimento da greve. 

Leia mais

Docentes da Universidade Federal de Sergipe (UFS) votam pelo fim da greve

Após amplo debate em assembleia realizada na tarde desta segunda-feira (30), os docentes da Universidade Federal de Sergipe (UFS) votaram pelo fim da greve, com data de retorno das atividades para o próximo dia 9, quarta-feira.

Leia mais

Outras Lutas

Após forte greve, operários da Construção Civil de Fortaleza conseguem vitória

Os trabalhadores da construção civil de Fortaleza (CE) conquistaram 9% de reajuste salarial e decidiram por fim à greve de 10 dias da categoria. O índice representa aumento real de 3,6%. Outra importante vitória foi o aumento de quase 38% no valor da cesta básica, que subiu de R$ 65 para R$ 90.

Leia mais

OAS entra na “lista suja” do trabalho escravo por obra em shopping de MG

A multinacional brasileira OAS foi incluída, na terça-feira (1º), na atualização semestral do cadastro de empregadores flagrados com trabalho análogo ao de escravo mantida pelo governo federal, a chamada “lista suja”. A empresa foi considerada responsável por reduzir à condição de escravos 124 pessoas na construção da torre comercial do Shopping Boulevard, em Minas Gerais. A assessoria de imprensa da empresa afirmou, em nota, que a inclusão da OAS é indevida porque “há decisão judicial que lhe garante o direito de não ser inscrita no referido cadastro.” Os relacionados no cadastro não conseguem obter novos empréstimos de instituições financeiras federais e sofrem restrições do setor privado.

Leia mais

Pescadores que denunciaram Petrobras se dizem exilados dentro do país

Dois telefonemas disparados de Brasília atingiram em cheio três pescadores que desafiaram a Petrobras na Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro. O primeiro acertou de uma só vez Alexandre Anderson de Souza e sua esposa, Daize Menezes de Souza, em novembro de 2012. O segundo chamado alcançou Maicon Alexandre Rodrigues, em setembro de 2013. Os três receberam ordens da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência para se retirarem de Magé (RJ), onde viviam e resistiam aos projetos do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), o maior investimento da história da estatal. O recado era claro: se não saíssem, seriam mortos por grupos armados da região, dos quais já haviam sofrido ameaças e atentados.

Leia mais

Entidades internacionais manifestam apoio às lutas no Brasil

Na próxima quinta-feira (3), os Trabalhadores Públicos Unidos por Ação e o Comitê de Solidariedade dos Trabalhadores em Transporte realizarão ato contra a repressão dos movimentos sociais no Brasil e fortalecem a campanha pela readmissão dos 42 metroviários demitidos de São Paulo. A atividade será realizada a partir das 16h, em Montgomery (EUA).

Leia mais

Para receber este informativo escreva para suporte@andes.org.br

 


Fonte: ANDES-SN