Imprimir  Voltar  Home 


  Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior - ANDES-SN


Data: 19/04/2016

II Seminário Nacional de Negras e Negros da CSP-Conlutas ocorre de 22 a 24 de abril

Neste final de semana - dias 22, 23 e 24 de abril - ocorrerá o II Seminário Nacional de Negras e Negros da CSP-Conlutas, na cidade do Rio Janeiro (RJ). A atividade é organizada pelo Setorial de Negras e Negros da Central, à qual o ANDES-SN é filiado, e contará com a presença de representantes de diversas entidades dos movimentos sindical, popular, social e estudantil de todo o país. O encontro tem como objetivo debater as diversas formas de racismo, e como ele se expressa nos diferentes espaços de construção da luta da classe trabalhadora e as formas de combatê-lo.

Gean Santana, um dos coordenadores do Grupo de Trabalho Classe, Etnicorraciais, Gênero e Diversidade Sexual (GTPCEGDS) do ANDES-SN e 1º vice-presidente da regional Nordeste III do sindicato, ressalta que o seminário ocorre em um momento oportuno diante do aumento de manifestações reacionárias e conservadoras no país e, portanto, tem como objetivo aprofundar o debate sobre as condições de vida das negras e negros nos vários espaços social, bem como discutir o papel nefasto do racismo e apontar ações para seu enfrentamento.

“No caso das negras e negros esse reacionarismo se expressa desde o aumento de injúrias racistas até o extermínio da juventude negra nas periferias. É impressionante, por exemplo, os casos de racismos que tivemos conhecimento nos últimos dias envolvendo estudantes cotistas, por exemplo na Universidade Federal da Bahia (Ufba). Assim como é assustador o aumento das mortes de jovens negros, muitas vezes, contando com anuência até de governadores”, disse.

As discussões do encontro serão pautadas nas resoluções do II Congresso da CSP Conlutas, realizado em junho de 2015; do I Encontro Nacional de Negros e Negras da CSP-Conlutas, de março de 2014; e nas resoluções debatidas no Setorial de Negras e Negros e aprovadas a cada dois meses nas reuniões da Coordenação Nacional da CSP.

Violência
Em 2014, 59,627 mil pessoas foram assassinadas no território brasileiro - o que equivale a 29,1 homicídios a cada 100 mil habitantes. A juventude é a maior vítima da violência no Brasil, mais da metade (31, 5 mil) das pessoas assassinadas são jovens entre 15 e 29 anos, em sua maioria homens negros e com baixa escolaridade, segundo o Atlas da Violência 2016, elaborado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).

Confira programação do evento:

22 (sexta-feira)
Credenciamento – 16h às 20h
Homenagens – 17h às 17h45
A (os) companheiras (os) Crispim, Simão, Isabel, Silvia
Painel 1 – 17h45 às 19h15
“Não há Capitalismo, Sem Racismo!”
Painel 2 – 19h20 às 21h00
“Conjuntura – Nacional e Internacional”

23 (sábado)
Credenciamento – 8h30 às 12h30
Mesa 1 – 9h às 12h30
“Como o Racismo se expressa no mundo do trabalho e na sociedade!”
Almoço – 12h30 às 14h30
Mesa 2 – 14h30 às 18h
“Combatendo o Racismo no Cotidiano Sindical, Popular, Estudantil e na Sociedade com Raça, Gênero e Classe!”

24 (domingo)
Grupos Temáticos – 9h às 12h
Almoço – 12h às 14h
Plenária final – 14h às 16h30

Serviço
II Seminário Nacional de Negras e Negros da CSP-Conlutas
Data: 22 a 24 de abril de 2016
Local: Instituto Superior de Educação do Rio de Janeiro (Iserj)
Endereço: Rua Mariz e Barros, n° 278, Praça da Bandeira, Rio de Janeiro (RJ).

*Com informações da CSP-Conlutas


Fonte: ANDES-SN


+1
|
0
| Denunciar

0 comentários | 656 visualizações | 1 avaliações

Comentar esta notícia