Imprimir  Voltar  Home 


  Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior - ANDES-SN


Data: 09/12/2016

CNG do ANDES-SN orienta construção de atos em unidade com demais setores no dia 13

O Comando Nacional de Greve dos ANDES-SN divulgou na manhã dessa sexta-feira (9), o Comunicado 6 do CNG apontando a necessidade de construção de atos contundentes nos estados e em Brasília (DF), no próximo dia 13 de dezembro para marcar a luta contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55, que será votada em segundo turno no Senado nesta data.

O documento “Construir a mobilização do dia 13/12 com contundência e unidade! Não às contrarreformas do ilegítimo Governo Temer!” faz uma análise da conjuntura, destacando a tramitação da PEC 55 e da medida provisória 746 – que impõe a reforma do Ensino Médio, além da apresentação da reforma da Previdência, através da PEC 287, e a crise estabelecida entre o Supremo Tribunal Federal e o Senado, envolvendo o presidente do Senado, Renan Calheiros.

Frente esse cenário, o CNG do ANDES-SN avalia que “a mobilização para os atos do dia 13.12.2016, se reveste de particular importância para afirmarmos nossa posição contra tamanho retrocesso e acumularmos forças para os embates que virão”.

No entanto, foi avaliado em conjunto com o CNG da Fasubra e do Sinasefe, e em contato com outras entidades e movimentos sociais, a inviabilidade, por parte das demais entidades e movimentos, de realizar um novo ato nacional em Brasília, como o protagonizado no dia 29 de novembro, data da votação em primeiro turno da PEC 55 no Senado.

“Diante dessa realidade, foi construído em consenso, a realização de atos regionalizados, preferencialmente nas capitais dos estados, incluindo o DF. Sem prejuízo das organizações locais, o ATO VIGÍLIA de Brasília, pretende reunir caravanas do entorno do DF, bem como de outras localidades.  Depois do #OCUPABRASÍLIA, faremos agora o #OCUPATUDOBRASIL, com mobilizações nos estados que devem adquirir um caráter de contundência e unidade com os demais setores do funcionalismo público de todas as esferas, sindicatos, movimentos estudantis e sociais”, aponta o Comunicado 6 do CNG. Leia aqui a íntegra.


Fonte: ANDES-SN


0
|
0
| Denunciar

0 comentários | 1792 visualizações | 0 avaliações

Comentar esta notícia