Imprimir  Voltar  Home 


  Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior - ANDES-SN


Data: 27/01/2018

Docentes homologam novas seções sindicais e elegem Belém como sede do 38°Congresso

Os delegados do 37° Congresso do ANDES-SN homologaram, na noite de sábado (27), a constituição e reorganização de três seções sindicais do ANDES-SN. A constituição da Associação dos Docentes da Educação Superior da Faetec (Fundação de Apoio à Escola Técnica do Estado do Rio de Janeiro) - Adesfaetec Seção Sindical do ANDES-SN - foi homologada pelos docentes por unanimidade. Assim também foi aprovado o retorno da Associação dos Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (Adufms) ao conjunto de seções sindicais do Sindicato Nacional. Da mesma forma, aprovaram a reorganização e retorno da Seção Sindical dos Docentes da Fundação de Ensino Superior de Goiatuba/Unicerrado (Sesdufesg- Seção Sindical) que teve o nome alterado para Seção Sindical dos Docentes do Centro Universitário de Goiatuba - SSind. Unicerrado.

Os docentes também votaram favoravelmente à alteração regimental da Seção Sindical dos Docentes da Universidade Estadual de Maringá (Seguem SSind.); da Seção Sindical da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (Adufms SSind.); da Seção Sindical dos Docentes da Universidade do Estado da Bahia (Aduneb SSind); e da Seção Sindical dos Docentes da Universidade Estadual do Piauí (Adcesp SSind.).

Belém (PA) será sede do próximo congresso do ANDES-SN
A cidade de Belém (PA) foi escolhida pelos delegados e delegadas do 37° Congresso do ANDES-SN para sediar a próxima edição do evento, que será organizado em parceria com a Associação da Universidade Federal do Pará (Adufpa Seção Sindical). A capital paraense disputou com a cidade de João Pessoa, apresentada pela delegação da Associação dos Docentes da Universidade Federal da Paraíba (Adufpb Seção Sindical). Esta será a segunda vez que Belém sediará um congresso do Sindicato Nacional.

Durante a apresentação da cidade sede, Rosimê Menguins, da delegação da Adufpa SSind., explicou que a realização do congresso em Belém permitirá a participação de um maior número de docentes das seções sindicais do estado, que têm universidades estaduais e federais com campi espalhados por toda a região, como o Sinduepa e a Adufra.


A diretora geral da Adufpa SSind. relatou a realidade de opressão a qual estão submetidas as populações quilombola e indígena no estado e de violência no campo e na cidade e a importância política de levar a luta e apoio da categoria docente para o Pará. “Poder levar o Congresso do ANDES-SN para lá, defender a universidade pública, defender o país desses ataques e fortalecer a luta da classe trabalhadora é uma honra”, completou a docente, acrescentando que a seção sindical completará, no próximo ano, 40 anos de fundação.


 Os delegados do Congresso recomendaram a indicação, ao 63° Conad, da Adufpb SSind. como sede do 64° Conad, em 2019. O 63° Conad ocorrerá em julho, em Fortaleza (CE), quando será empossada a próxima diretoria do Sindicato Nacional.

 

Leia mais:


Eleição do ANDES-SN para o próximo biênio terá duas chapas

ANDES-SN reafirma luta em defesa da Previdência e define intervenção na Conape


ANDES-SN lança campanha de sindicalização no 37° Congresso

ANDES-SN lança documentários sobre militância docente LGBT e étnico-racial


37° Congresso do ANDES-SN aprova comissão contra repressão a docentes


Participantes do 37º Congresso do ANDES-SN fazem manifestação em Salvador (BA)


ANDES-SN lança publicações durante abertura do 37º Congresso Nacional


Docentes debatem conjuntura e aprovam centralidade da luta para 2018


Tem início o 37° Congresso do ANDES-SN em Salvador (BA)

 

 


Fonte: ANDES-SN


0
|
0
| Denunciar

0 comentários | 780 visualizações | 0 avaliações

Comentar esta notícia