Imprimir  Voltar  Home 


  Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior - ANDES-SN


Data: 20/02/2018

ANDES-SN reforça chamado para mobilizações em 8 de Março

Data é Dia Internacional de Luta das Mulheres Trabalhadoras


O ANDES-SN divulgou nesta terça-feira (20) a Circular 31/18 na qual reafirma a importância de participação da categoria docente nas mobilizações do Dia Internacional de Luta das Mulheres Trabalhadoras em 8 de março. “Tendo em vista a luta internacional das mulheres por direitos e contra todas as formas de violência direcionadas a elas e o combate às pautas conservadoras, a Diretoria do ANDES-SN orienta às seções sindicais e secretarias regionais a participarem das atividades e a construírem essa importante agenda na luta contra as opressões”, afirma a circular, ressaltando a relevância do Sindicato Nacional estar presente nos atos em diversos estados e cidades do país para fortalecer a luta em defesa da vida e dos direitos das mulheres. Confira aqui a Circular 31/18. 

O Fonasefe e o Fonacate também deliberaram pela participação dos servidores públicos nas manifestações que serão realizadas nos estados. A CSP-Conlutas convocou todas as entidades e movimentos filiados a enviarem esforços para a construção da data. 

37º Congresso do ANDES-SN
Durante o 37º Congresso do ANDES-SN, realizado em janeiro de 2018 em Salvador (BA), os docentes deliberaram por lutar pela legalização do aborto, assim como pelo fortalecimento de oferta de políticas públicas de saúde direcionadas aos direitos sexuais e reprodutivos parar atender as mulheres. Além disso, irão intensificar a luta contra a PEC 181/15, que inclui um substitutivo que proíbe o aborto até mesmo em casos de estupro e de risco à vida da mulher. Definiram, também, que as seções sindicais, em articulação com movimentos, lutem nas instituições de ensino para criar espaços que recebam denúncias e acolham vítimas de assédio sexual e moral, de machismo, e de outras formas de opressão, assim como apurem as denúncias com transparência, entre outras deliberações.

Dossiê da Violência
O Instituto Patrícia Galvão publicou o Dossiê Violência contra as Mulheres, que reúne informações sistematizadas de dados oficiais e pesquisas de percepção sobre a realidade do problema no Brasil, e apontou números alarmantes. 1 estupro ocorre a cada 11 minutos, 1 mulher é assassinada a cada duas horas, 503 mulheres são vítimas de agressão a cada hora, ocorrem 5 espancamentos a cada 2 minutos.

Dia Internacional de Luta
O dia 8 de março foi fixado a partir de uma greve iniciada nessa data em 1917 (em 23 de fevereiro no calendário juliano), na Rússia. Uma manifestação organizada por tecelãs e costureiras de São Petersburgo foi o estopim da primeira fase da Revolução Russa. Militantes socialistas, como Clara Zetkin e Alexandra Kollontai, propuseram a construção de um dia internacional de luta das mulheres.

Leia também
Mulheres de todo o país se organizam para o 8 de março

ANDES-SN avança na luta contra o assédio e pela paridade de gênero no Sindicato
Confira os materiais da campanha do ANDES-SN no combate ao assédio sexual


Fonte: ANDES-SN


+1
|
0
| Denunciar

0 comentários | 862 visualizações | 1 avaliações

Comentar esta notícia