39º Congresso delibera pela permanência do ANDES-SN filiado à CSP-Conlutas 

Publicado em 08 de Fevereiro de 2020 às 14h04

 


Docentes que participam do 39º Congresso do ANDES-SN deliberaram que o ANDES-SN, amplie o debate nas bases sobre a construção da CSP-Conlutas e o seu papel nas lutas nos últimos dez anos. 

Em um primeiro momento, após um debate que durou cerca de cinco horas, por 255 votos a 142, professoras e professores deliberaram pela permanência na Central Sindical.


A mesa foi presidida pelo 1º vice-presidente da regional São Paulo do ANDES-SN, Rodrigo Medina, que destacou a importância de o Sindicato Nacional realizar um balanço da atuação junto à CSP-Conlutas. “Considero bastante responsável a decisão da plenária de propor o balanço crítico da CSP-Conlutas. Uma das tarefas que nos é imposta é a de pensar o papel das Centrais Sindicais na luta.  Nós não queremos dividir o movimento sindical, e sim queremos estar junto de quem está na luta, em uma perspectiva classista. Diante do apresentado, acho saudável fazer um balanço crítico da atuação da CSP-Conlutas. Em razão das tarefas que nós temos que desempenhar, o ANDES-SN deve passar em revista as relações com outras entidades, inclusive com as centrais sindicais. Estar dentro de um conjunto de relações que nos permita um avanço qualitativo para a luta, é trabalhar para que nossos objetivos sejam alcançados”, afirmou Medina.

Conad Extraordinário

Após aprovarem a manutenção da entidade filiada à CSP-Conlutas, os docentes deliberaram pela realização de um CONAD Extraordinário, no segundo semestre de 2020. O evento será a oportunidade para que os docentes possam debater sobre a relevância da CSP-Conlutas, sua atuação nos últimos dez anos e o seu papel na resistência contra os recentes ataques contra a classe trabalhadora. Além disso, o CONAD extraordinário possibilitará que a base do Sindicato Nacional discuta sobre a manutenção ou desfiliação do ANDES-SN na CSP-Conlutas.


O Caderno de Texto do 39º Congresso afirma ainda que, “esse momento deve ser de construção do balanço dos últimos dez anos da CSP-Conlutas, do seu papel na conjuntura para apontar os caminhos, enfrentar e superar a fragmentação da classe trabalhadora. Daí a necessidade de debater com profundidade os rumos da Central e do processo de reorganização da classe trabalhadora”.

 Os debates e deliberações oriundos do Conad servirão de base para que o 40º Congresso do ANDES-SN possa retomar os trabalhos e decidir pelo melhor caminho para a entidade. Esse será o oitavo Conad Extraordinário realizado pelo Sindicato Nacional. O último foi em maio de 2015.

Para finalizar, Rodrigo Medina destaca ainda o êxito do 39º Congresso nas discussões e deliberações da plenária. “Considero, até aqui, um congresso bastante exitoso. Nós avançamos muito, principalmente em relação a greve do serviço público federal e sobre a greve nacional do setor da educação. É uma resposta importante da classe em resposta aos ataques nacionais que a educação vem sofrendo, um instrumento imprescindível para o quadro histórico que atravessamos”, conclui Rodrigo Medina.

Compartilhe...

Outras Notícias
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
EVENTOS