Após mais de dez dias, plataformas do CNPq seguem com problemas para acesso

Atualizado em 06 de Agosto de 2021 às 13h56

Após mais de dez dias de pane, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) só conseguiu reestabelecer parcialmente o seu sistema. Na terça-feira (3), o CNPq comunicou que os currículos da Plataforma Lattes voltaram estar disponíveis, só que apenas para consulta e somente pelo link buscatextual.cnpq.br/buscatextual. O endereço virtual oficial https://lattes.cnpq.br/ segue fora do ar.

Não é possível, no entanto, atualizar informações nem utilizar todas as funcionalidades disponíveis anteriormente na plataforma. Segundo o CNPq, a base de dados do Lattes disponível para acesso inclui somente atualizações feitas até às 18h do dia 23 de julho, data de início da indisponibilidade dos sistemas.

A plataforma Carlos Chagas segue inacessível. A ferramenta reúne dados sobre bolsas, auxílios, encaminhamento de projetos e pedidos de bolsas, andamento dos processos, emissão de pareceres, assinaturas de termos de concessão, relatórios técnicos e de prestação de contas, entre outras facilidades, para pesquisadores brasileiros e estrangeiros. O Conselho ainda não divulgou o motivo nem a extensão dos danos causados por essa pane no sistema.

Para Rivânia Moura, presidenta do ANDES-SN, esse “apagão” nos dados do CNPq é consequência da precarização das condições de trabalho e infraestrutura no CNPq e do desfinanciamento que o órgão é alvo, desde o início do governo de Jair Bolsonaro.

“O CNPq tem sofrido vários ataques e vem funcionando com recursos bastante reduzidos, especialmente em 2021. Isso também é mais um resultado do desmonte do órgão e tem grande impacto para a pesquisa pública brasileira. Esse apagão traz uma preocupação imensa”, aponta.

A presidenta do Sindicato Nacional lembra que, apesar das críticas ao produtivismo imposto pelas agências de fomento a docentes, pesquisadoras e pesquisadores, as plataformas como a Lattes e Carlos Chagas servem como instrumento de armazenamento e acesso ao conhecimento científico e acadêmico produzido no país, com financiamento público.

Leia também:
Apagão no servidor do CNPq compromete dados de pesquisas e expõe desmonte do órgão

 

Compartilhe...

Outras Notícias
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
EVENTOS