Em véspera do Dia da Consciência Negra, homem negro é assassinado em Porto Alegre (RS)

Atualizado em 20 de Novembro de 2020 às 15h25

Na véspera do Dia da Consciência Negra, 20 de novembro, João Alberto Silveira Freitas, um homem negro, foi assassinado no estacionamento do supermercado Carrefour, por seguranças em Porto Alegre (RS).  O crime ocorreu na noite de quinta-feira (19) e a cena foi filmada por pessoas que estavam no local.  Apenas no primeiro trimestre de 2020, o Grupo Carrefour Brasil apresentou um lucro líquido atribuído aos acionistas de R$ 363 milhões.

As imagens, que circulam em redes sociais, mostram João, de 40 anos, levando socos e chutes de dois homens que vestiam uma roupa preta. Ao lado dos dois, uma mulher acompanhava o espancamento filmando o ocorrido. Em seguida, já com sangue pelo chão, outras pessoas aparecem em volta do homem, enquanto os dois agressores tentam mobilizá-lo.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) tentou reanimar o homem depois que ele foi espancado, mas ele morreu no local. Os envolvidos no crime, um de 24 anos e outro de 30 anos, foram presos em flagrante. Um deles é policial militar e foi levado para um presídio militar. O outro é segurança da loja e está em um prédio da Polícia Civil.

Dados divulgados pelo Atlas da Violência 2020, elaborado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, mostram que a taxa de homicídios de negros no país cresceu 11,5%, de 2008 a 2018, enquanto a de não negros caiu 12%. O perfil dos indivíduos com mais probabilidade de morte violenta intencional no Brasil é o homem jovem, solteiro, negro, com até sete anos de estudo e que esteja na rua em horário entre 18h e 22h.

20 de novembro
O Dia da Consciência Negra rememora os séculos de lutas e resistências do povo negro contra a escravidão e o racismo no país. Zumbi dos Palmares e Dandara foram dois dos principais representantes da resistência negra à escravidão na época do Brasil Colonial e lideraram o Quilombo dos Palmares, comunidade livre formada por escravos fugitivos dos engenhos, indígenas e brancos pobres expulsos das fazendas.

O ANDES-SN deliberou durante o 63º Conad, em 2018, a construção de um Dia de Luta contra o Racismo nas Instituições de Ensino (IES). A data escolhida foi 22 de novembro, dia que marcou o início da Revolta da Chibata, liderado por João Cândido no Rio de Janeiro (RJ) em 1910. Além disso, em 2019, o Sindicato Nacional divulgou uma Cartilha de Combate ao Racismo, que se soma ao conjunto das estratégias de enfrentamento às opressões. Confira cartilha aqui. 

* Com informações de Carta Capital. Charge: Carlos Latuff, para o Brasil de Fato.

Compartilhe...

Outras Notícias
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
EVENTOS