Entidades do Fonasefe solicitam a ampliação do período de isolamento social no Serviço Público

Publicado em 21 de Maio de 2020 às 09h29

O ANDES Sindicato Nacional, juntamente com as demais entidades que integram o Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) protocolaram, na última sexta-feira, 15 de maio, um ofício no Ministério da Economia. No documento, as entidades defendem a prorrogação do período de isolamento social cumprido pelos(as) trabalhadores(as) do Serviço Público Federal, uma vez que o governo federal está exigindo que a retomada das rotinas de trabalho comecem a partir da próxima sexta-feira, 22 de maio.


A solicitação, de acordo com o documento emitido pelo Fonasefe, não é somente para evitar o avanço da contaminação pela Covid-19, preservando vidas dos (as) servidores(as) públicos(as) federais, mas tem como finalidade principal contribuir para evitar o colapso no sistema de Saúde. Sem a incidência de novos casos, será possível atender adequadamente aqueles que contraírem o vírus e necessitarem de leitos.


“A pandemia tende a se agravar como já ocorreu em vários países. É importante que todos os setores do governo estejam cientes das responsabilidades e dos riscos que estarão assumindo com a reabertura das unidades de trabalho, onde a maioria dos segurados faz parte daquele setor da população acima de 60 anos, pessoas do grupo de risco que terão suas vidas expostas, se contaminando pelo ambiente e contaminando os servidores”, ressaltam as entidades no documento.


No texto, as entidades também mencionam que alguns estados do Brasil já vivenciam um caos sanitário. Em cidades do Amazonas, Ceará, Pará, Pernambuco, Santa Catarina, São Paulo e do Rio de Janeiro, há pessoas morrendo em casas, corpos sendo empilhados em hospitais, necrotérios com superlotação e cemitérios realizando enterros em valas coletivas, sem ao menos haver uma despedida pela parte dos entes queridos. “Todas as análises dos especialistas, apontam que o isolamento é a única garantia de evitar o aumento de vítimas desta tragédia mundial”, reforçam as entidades.


O documento também alerta sobre os riscos de abertura dos Serviços Públicos às vésperas do início do inverno brasileiro, que se inicia em 20 de junho. O período caracterizado pelas baixas temperaturas em todas as regiões do país é, segundo as entidades, uma grande temeridade.

Compartilhe...

Outras Notícias
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
EVENTOS