Seções sindicais do ANDES-SN ampliam ações de solidariedade pelo país

Publicado em 16 de Abril de 2020 às 14h43

Diversas ações de solidariedade nestes tempos de pandemia têm amenizado um pouco a situação financeira de uma parcela da população. As seções sindicais do ANDES-SN, por exemplo, têm realizado campanhas para arrecadação de cestas básicas e recursos financeiros para amparar milhares de famílias brasileiras, que devido ao isolamento social - principal forma de evitar a disseminação do novo coronavírus - perdeu parte significativa de sua renda. Além disso, a suspensão e cancelamento de bolsas de pesquisa levaram centros de pesquisa a precisarem contar com o apoio da comunidade para o desenvolvimento de ações para o combate à pandemia.

No Nordeste, a Associação dos Docentes da Universidade Federal de Alagoas (Adufal-Seção Sindical do ANDES-SN) doou, na segunda-feira (13), 60 cestas básicas para a Casa do Congresso do Povo, que é uma instituição que realiza diversas atividades em prol das comunidades da Levada e da Vila Brejal, em Maceió. A doação é destinada as famílias que estão em situação de extrema vulnerabilidade. Na Bahia, a Associação dos Docentes da Universidade Estadual de Feira de Santana (Adufsba Ssind.) também realizou a doação de cestas básicas e colaborou com a produção de máscaras de acetato para uso dos profissionais de saúde, além disso veiculou peças publicitárias em rádios de Feira de Santana e colocou carro de som em diversos bairros da cidade alertando as pessoas para o risco da doença e reafirmando a necessidade do isolamento social para evitar a propagação do vírus. Também foram realizadas ações nas redes sociais.

A Associação dos Docentes da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (Adufms Ssind.), em parceria com diversas entidades, lançou na terça-feira (14) uma campanha de doações para a compra de estas básicas e kits de proteção individual a profissionais da saúde que estejam trabalhando no tratamento e prevenção da Covid-19


No Mato Grosso, a Associação dos Docentes da Universidade do Estado do Mato Grosso (Adunemat Ssind.) se reuniu com organizações sociais, sindicais e não-governamentais, instituições públicas de ensino e pastorais de igrejas do município de Cáceres e região, para a promoção da campanha de conscientização e solidariedade durante a quarentena recomendada por conta da pandemia. A campanha prevê a disseminação de materiais informativos e a distribuição de materiais de higienização, especialmente álcool em gel, para populações de baixa renda da zona rural e urbana do município de Cáceres.

A Associação dos Docentes da Universidade Federal do Pará (Adufpa Ssind.) organizou, em parceria com organizações da sociedade civil e movimentos sociais, um Fundo de Solidariedade. Na última semana, a seção sindical destinou a contribuição financeira para as famílias em dificuldades econômicas agravadas pela pandemia. No início do mês, a Associação dos Docentes da Universidade Estadual de Montes Claros (Adunimontes Ssind.) contribuiu com a confecção de materiais que serão usados pelos profissionais da saúde no combate à pandemia da Covid-19 e, ainda, realizou doação de recursos financeiros à Associação Beneficente das Voluntárias Amigas do Hospital Universitário Clemente Faria (Avahu).

Já a Associação de Docentes da Universidade Federal Fluminense (Aduff Ssind.) tem empreendido ações de solidariedade aos trabalhadores afetados pela conjuntura de pandemia causada pela Covid-19. No primeiro momento, houve disponibilização de recursos a moradores de comunidades carentes no Rio de Janeiro e em Niterói e de assentamentos rurais do estado do Rio de Janeiro. A Aduff Ssind. também adquiriu impressora 3D para contribuir com a produção de máscaras, visando atender aos profissionais de saúde, colaborando com o projeto social do professor James Hall, da Engenharia UFF.

A Associação dos Docentes da Universidade de Brasília (Adunb Ssind.) também está empenhada na luta para o combate da pandemia do coronavírus e oferece apoio a iniciativas comunitárias para a proteção de pessoas em situação de vulnerabilidade. A campanha solidária "Nós por nós", criada por movimentos sociais locais em parceria com o DCE, é uma delas. As doações serão destinadas à compra de cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade no Distrito Federal.


E você, o que está fazendo?

Incentive sua seção sindical a aderir às campanhas de solidariedade.

Existem muitas formas de contribuir, como:

- Organização de campanha de doação de sangue em sua rua ou condomínio. Os bancos de sangue estão com estoque baixo em várias cidades e podem ir até o local para a doação;

- Doação de alimentos e material de higiene para os moradores de periferia;

- Doação de equipamentos de proteção para voluntários que estão na linha de frente nos processos de auto-organização das periferias;

- Financiamento de carros de som nos bairros de periferia;

- Spot de rádio em defesa da vida, da educação, ciência e tecnologia públicas.

Mande informações e fotos (se possível) das ações que sua seção sindical está realizando. Agora, mais do que nunca, é hora de mostrarmos nossa solidariedade de classe.


A vida acima dos lucros! Fique em casa!

Compartilhe...

Outras Notícias
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
EVENTOS