NOTA DE REPÚPIO À NOMEAÇÃO AUTORITÁRIO DO REITOR NÃO ELEITO DA UFVJM

NOTA DE REPÚPIO À NOMEAÇÃO AUTORITÁRIO DO REITOR NÃO ELEITO DA UFVJM

Atualizado em 02 de Outubro de 2019 às 17h10

O princípio da Autonomia Universitária, garantido constitucionalmente, está sob intenso ataque. Seguindo o rito democrático de consulta à comunidade universitária para definição de novo reito(a)r da UFVJM,  a comunidade dessa universidade indicou, por meio da maioria dos votos,  o professor Gilciano Saraiva Nogueira, para ocupar o cargo de reitor.

Em flagrante desrespeito à decisão democrática da comunidade da UFVJM e afrontando o princípio da Autonomia Universitária, foi nomeado reitor o 4º colocado na consulta pública, o professor Janir Alves Soares, 3º na ordem da lista tríplice formulada pelo Conselho Superior. Dessa forma, a UFVJM entra para o rol crescente de universidades cuja autonomia tem sido atacada.

A Diretoria do ANDES-SN reitera sua persistente postura de defesa das liberdades democráticas e da Autonomia Universitária. Esse explícito atentado contra a Constituição é parte do projeto de desmonte, privatização e elitização das universidades, embalado na postura anticiência do governo Bolsonaro e amparado pelos retrocessos no regime político brasileiro, evidente pela escalada autoritária das instituições pretensamente democráticas do nosso país.

Sendo assim, esse Sindicato Nacional se solidariza com o(a)s docentes, estudantes e técnico(a)-administrativo(a)s da UFVJM e exige a imediata nomeação do professor Gilciano Saraiva Nogueira ao cargo de reitor, para o qual foi legitima e democraticamente escolhido pela comunidade universitária.

E por fim, reiteramos a disposição da categoria docente das instituições de ensino superior brasileiras em defender a educação pública, gratuita, laica, democrática, socialmente referenciada e de qualidade. Medidas autoritárias não nos intimidarão.

Brasília (DF), 15 de agosto de 2019

Diretoria Nacional do ANDES-Sindicato Nacional

Outras Notas Politicas
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
EVENTOS