Professores da Uemg fazem protesto em frente à casa do governador de Minas

Publicado em 15 de Maio de 2020 às 18h00

 

FOTO: Associação dos Docentes da Uemg – Seção Sindical do ANDES-SN

Na noite da última quinta-feira (14), docentes da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg) realizaram uma manifestação silenciosa com faixas na rua onde mora o governador do estado, Romeu Zema. Durante a manifestação, docentes usaram máscaras e mantiveram a distância recomendada. 

Os professores, assim como demais servidores do estado, estão com os salários atrasados e parcelados e boa parte da categoria ainda não recebeu o 13º de 2019. “Os professores da universidade estão em regime de teletrabalho com atividades de pesquisa, extensão e ensino (exceto aulas) e também tem atuado no enfrentamento da pandemia que estamos vivendo através de ações extensionistas e de pesquisa. 80% do nosso corpo docente não recebeu o 13º de 2019 e não temos previsão do receber os salários de abril de 2020, que são pagos em maio”, contou Simone Carvalho, presidente da Associação dos Docentes da Uemg – Seção Sindical do ANDES-SN.

Em abril, apenas os servidores das áreas da saúde e da segurança receberam integralmente seu vencimentos referentes ao mês de março. Aos demais, foi paga inicialmente uma parcela de R$ 2 mil e o restante só foi quitado no final do mês.

Para maio, o governo de Minas já anunciou que o pagamento está, novamente, ameaçado. Até essa sexta estavam previstos os pagamentos somente dos servidores da segurança e da saúde. Para os demais, não há previsão, mesmo com a ajuda da União.

Compartilhe...

Outras Notícias
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
EVENTOS