NOTA DA DIRETORIA DO ANDES-SN DE REPÚDIO À INTERVENÇÃO AUTORITÁRIA DO GOVERNO FEDERAL SOBRE O IFRN

NOTA DA DIRETORIA DO ANDES-SN DE REPÚDIO À INTERVENÇÃO AUTORITÁRIA DO GOVERNO FEDERAL SOBRE O IFRN

Publicado em 22 de Abril de 2020 às 11h41

Desde o início do governo Bolsonaro, o ataque à autonomia universitária tem sido uma prática corriqueira, seja na tentativa de interferir na autonomia pedagógica, seja no desrespeito às consultas para escolha de reitore(a)s das Instituições de Ensino Superior (IES).

Inúmeros casos de desrespeito à decisão das IES, como a nomeação do(a) segundo(a) ou terceiro(a) da lista tríplice das Instituições Federais de Ensino Superior, intervenção em Institutos e CEFET via a nomeação de reitore(a)s/diretore(a)s gerais pro-tempores, sinalizam que esse governo, além de outras inúmeras medidas e ações, é inimigo da democracia.

O mais novo ataque às consultas internas democráticas se efetivou no Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN). Em mais uma atitude autoritária, que remete aos tempos nebulosos da ditadura civil-militar empresarial, o governo Bolsonaro, via Ministério da Educação (MEC), nomeou um interventor, que sequer participou da consulta pública, sobre o IFRN. Consideramos essa medida grave, pois viola frontalmente a autonomia dos Institutos Federais e ataca o(a)s docentes, técnico(a)s-administrativo(a)s e discentes dessas instituições.

Dessa forma, o ANDES-SN presta sua total solidariedade à comunidade do IFRN. Da mesma forma em que se solidariza com o SINASEFE, reafirmando seu apoio às lutas em defesa da democracia nas Instituições de Ensino Superior e do ensino público e gratuito.

 

Em defesa da autonomia das IES

Basta de Bolsonaro/Mourão

Brasília (DF), 22 de abril de 2020

 

Diretoria Nacional do ANDES-SN

Outras Notas Politicas
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
EVENTOS