NOTA DE REPÚDIO ÀS DECLARAÇÕES DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA AO PRESIDENTE DA OAB, FELIPE SANTA CRUZ

NOTA DE REPÚDIO ÀS DECLARAÇÕES DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA AO PRESIDENTE DA OAB, FELIPE SANTA CRUZ

Publicado em 05 de Agosto de 2019 às 10h08

A Comissão da Verdade do ANDES-SN e a Diretoria Nacional vem a público manifestar veementemente seu repúdio às desrespeitosas declarações do presidente da república, que em 29 de julho afirmou que “um dia, se o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, quiser saber como é que o pai dele desapareceu no período militar, eu conto para ele”. O pai do Presidente da OAB, Fernando Santa Cruz, foi preso e assassinado aos 26 anos, por agentes do Estado sem que seu corpo tenham sido entregue à família, em fevereiro de 1974, durante a ditadura civil empresarial militar. Atualmente, existem fortes indícios de que, após a sua tortura e assassinato pela repressão, seu corpo tenha sido incinerado, junto aos de mais 10 desaparecidos, nos fornos da Usina Cambahyba, em Campos dos Goytacazes, no interior do Rio de Janeiro/RJ. Ao atacar Felipe Santa Cruz, afirmando ter conhecimento sobre o que aconteceu com seu pai, o presidente do Brasil desrespeita não apenas a dor da família, mas os próprios valores democráticos, ferindo a ética e compactuando com crimes de lesa humanidade. Tal declaração além de representar um desrespeito às famílias e à memória dos mortos pela violência do Estado, deixa claro como as questões relativas aos direitos humanos continuarão a ser tratadas no Brasil: com cinismo, desrespeito e desumanidade!

Manifestamos nossa solidariedade irrestrita às famílias daquele(a)s que foram morto(a)s, torturado(a)s ou desaparecido(a)s, ao longo de nossa história, especialmente durante o Golpe Militar de 1964 representados neste momento na família de Fernando Santa Cruz, pai de Felipe, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil. Nosso apoio e solidariedade irrestritos à família Santa Cruz e a todo(a)s aqueles e aquelas que ainda buscam respostas sobre seus parentes desaparecidos durante a ditadura civil militar empresarial de 1964-1985.

# PELO DIREITO Á MEMÓRIA, VERDADE E JUSTIÇA!

# PUNIÇÃO PARA A VIOLÊNCIA PRATICADA PELOS AGENTES DO ESTADO!

Brasília (DF) 31 de julho de 2019

 

Diretoria do ANDES-Sindicato Nacional

Outras Notas Politicas
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
EVENTOS